Pandemia destaca importância da atuação do psicólogo na sociedade

Nesta quinta-feira (27) comemora-se o Dia do Psicólogo e, diante da pandemia do coronavírus, a atuação desses profissionais tem se mostrado cada vez mais relevante, tendo em vista as implicações emocionais da quarentena: ocorrência da perda de familiares, queda na renda da família e demais consequências emocionais decorrentes do isolamento social. Em situações como uma pandemia, como a da Covid-19, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) constitui a possibilidade da atuação de psicólogos em emergências e desastres, contextos clínicos, de assistência social e saúde pública. 


Além dos atendimentos clínicos, o psicólogo tem atuado na linha de frente de treinamento dos profissionais de saúde, auxiliando na conscientização dos pacientes, promovendo no ambiente hospitalar um atendimento mais humanizado. Diante desta necessidade, em abril, foi lançado um serviço de apoio psicológico aos profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) que estão atuando no enfrentamento ao novo coronavírus. “Em uma pandemia, a psicologia hospitalar tem um papel fundamental. Pois ela é responsável pela mediação das relações entre pacientes e equipe de saúde. O profissional atua também na identificação do que gera impacto à saúde mental no contexto hospitalar”, explica Zacarias Ramalho, professor do curso de Psicologia da Estácio Natal. 

Para toda esta atuação, o próprio psicólogo também precisou se reinventar e adequar-se ao cenário de distanciamento social, por meio dos atendimentos remotos. “Segundo o Conselho Regional de Psicologia do RN, apenas 2% dos psicólogos no estado realizavam atendimento virtualmente antes da pandemia. Até o mês de julho deste ano, esse índice saltou para 20%”, informa Ramalho.

De acordo com o especialista, esta adequação do exercício profissional da Psicologia na modalidade a distância também tem trazido benefícios no tratamento. “Não há mudanças no atendimento, independente de ser online ou presencial, mas nos deu um norte maior sobre o movimento do sujeito na perspectiva da sua casa. A gente consegue entender melhor algumas questões que o indivíduo traz nas suas demandas e podemos ter uma visão mais ampla sobre o paciente”, expõe.

O professor Zacarias Ramalho também acredita que o trabalho remoto é uma tendência e que deve crescer em número de adeptos. Tanto pela disposição dos psicólogos, como também pela necessidade apresentada pela população. O entendimento corrobora com o parecer da Nações Unidas. Conforme documento lançado pelo órgão, a pandemia de COVID-19 está destacando a necessidade de aumentar urgentemente o investimento em serviços de saúde mental. Pelo contrário, há um risco de um aumento maciço do número de pessoas necessitando de serviços de saúde mental nos próximos meses em todo o mundo.


source http://www.diariopotiguar.com.br/2020/08/dia-do-psicologo-pandemia-de.html
Tecnologia do Blogger.